Jovem na índia é forçada a dar a luz na rua

Uma garota de 17 anos, do distrito de Saraikela-Kharsawan , em Jharkhand, leste da Índia, teve que dar a luz na rua quando os enfermeiros de um centro de saúde a recusaram. Anteriormente, ela estava em um relacionamento com um homem em sua aldeia. Ele a deixou quando ficou grávida, enquanto sua família lhe dera as costas por vergonha da situação. Ela foi forçada a deixar a casa - os moradores dizem que morava nas ruas há mais de quatro meses.

Por volta das 19h da segunda-feira, ela começou a entrar em trabalho de parto e foi ao Hospital Subnacional de Chandill, o centro de saúde local. Alegadamente, a equipe se recusou a levá-la, pois não tinha acompanhante. Ela deu a luz à uma menina às 5 da manhã na manhã seguinte, apenas a 30 minutos do hospital.

source

Um homem passando por ali notou sua roupa sangrando e um cordão umbilical que ainda não havia sido cortado. "A mãe e o bebê estavam deitados na rua com dor. Coloquei cones ao redor delas para que não fossem atingidas por algum veículo", disse o morador local Om Prakash Sharma, 50. "Um homem foi ao centro de saúde pedindo por ajuda, mas eles se recusaram. Disseram que não podiam admitir a garota como ela não tinha nenhum tutor para assumir a responsabilidade por ela. Então informamos a polícia ".

source

Dr Lakhindra Hansda, um médico do Hospital Subnacional de Chandill, saiu e cortou o cordão umbilical. Om Prackash conseguiu convocar uma ambulância para levar a adolescente e seu bebê ao Hospital Chandil Sub Division, onde um grupo de mulheres finalmente conseguiu admiti-los e trata-los.

source

"'O que aconteceu foi errado e infeliz ", disse a Dra. Lalita Kashyap, médica do Hospital Subnacional de Chandil." Havia apenas duas enfermeiras no centro de saúde, que estavam ocupadas com dois bebês gêmeos quando nos informamos sobre a garota. Houve alguma confusão, mas certamente iremos ver isso."

source

A mãe adolescente e seu bebê estão estáveis e em transição para o abrigo para mulheres Mahila Suraksha Griha, em Jharkhand. A Dra. Lakhindra Hansda informa que "Tanto a mãe quanto o bebê estão bem. Informaremos seus pais e espero que ela obtenha o apoio que ela precisa".

Discussão

Mais quizzes